Jornal da Praceta

Fundado em 2001

 

    Anterior

Mata de Alvalade/Parque José Gomes Ferreira ao abandono

Durante décadas na Mata de Alvalade/Quinta do Narigão existiu um enorme bairro de barracas de Lisboa.

Após o realojamento dos moradores que habitavam o antigo bairro da Quinta do Narigão, no princípio dos anos 80 do século XX, todo o espaço contiguo à Mata de Alvalade foi deixado ao abandono pela Câmara Municipal de Lisboa.

Em 2013, o vereador da CML - José Sá Fernandes - tomou a iniciativa de mandar limpar as enormes lixeiras que persistiam, tendo sido criadas algumas infraestruturas básicas. A manutenção de todo o parque está a cargo da Junta de Freguesia de Alvalade.

Parque Aventura

A CML, em 2013, concedeu a Benno van Veggel - Campos de Ténis de Lisboa (detentora desde 1991 do direito de superficie do Lisboa Racket Center), uma área equivalente a 8,5 hectares para que aí fosse criado o "Parque Aventura"(Racket Adventure), o qual com alguma pompa e circunstância foi inaugurado em Abril de 2014. O financiamento do projeto, ao que apuramos, foi assegurado pelo CML. O contrato era válido até março de 2042.

A manutenção de toda a Mata de Alvalade, incluindo a Quinta do Narigão foi confiada, como dissemos, em 2014, à Junta de Freguesia de Alvalade, através de um protocolo com a CML

( protocoloparquejgf.PDF ).

 

 
 

Algumas instalações do Parque Aventura. Abril de 2014 

 

Abandono

 

O Parque Aventura foi inaugurado em Abril de 2014, mas não tardou muito a ser votado ao abandonado e os seus equipamentos a saque. Ninguém parecia estar incomodado com a situação. A Junta de Freguesia, como é sabido, em finais de 2015, ficou com um presidente em part-time, mas fosse qual fosse a razão, a verdade é que todo o espaço foi deixado ao abandono.

 Parque Aventura alvalade

As ervas começaram a cobrir o que restava das instalações do Parque Aventura. Foto: Junho de 2016

Entrada do Parque Aventura. Junho de 2016

 

O que resta do Parque Aventura está a ser engolido pela vegetação.

O "Parque Aventura", em pouco tempo, revelou-se um completo fiasco, pois ninguém parecia estar seriamente interessado neste projecto. Em pouco mais de um ano os equipamentos foram abandonados, e o erário público desta forma delapidado. 

Em pouco mais de um ano, todos os equipamentos e instalações foram abandonados. Junho de 2016

Mudança ?

A CML, em Julho de 2017, resolve finalmente intervir, terminando o contrato com Benno van Veggel (holandês). O próximo projecto camarário passa por entregar a área da antiga Quinta do Narigão à Associação de Escoteiros de Portugal (AEP), cujo protocolo será assinado no dia 9 de Setembro de 2017.

A Junta de Freguesia de Alvalade, em 2017, resolveu empenhar-se na recuperação do espaço, fazendo significativas melhorias.

A junta renovou vários equipamentos da mata e abriu um caminho pedonal, com ligação a um importante parque de estacionamento que foi criado na antiga Quinta do Narigão, com entrada pela Avenida Gago Coutinho e Avenida Dom Rodrigo da Cunha. Foi criado também um parque canino, dada a abundância de cães em toda a freguesia de Alvalade.

   
 
 

Entrada