Jornal da Praceta

Informação sobre a freguesia de Alvalade

(Alvalade, Campo Grande e São João de Brito )

Poluição

Lixeiras em Alvalade

Os Heróis de Alvalade

(a próxima reportagem)

 

Vila Afifense

Conhece as ruinas da antiga Vila Afifense nas traseiras da Rua Dr. Gama Barros, junto à Avenida de Roma? Sabe que ainda aqui vivem pessoas no meio de lixo e barracas? Sabia que no local existe um posto de limpeza da CML/Junta de Freguesia ?

 

 

Vila Afifense rodeada de lixo. 2015

Nas traseiras da Rua Dr. Gama Barros, junto à Avenida de Roma, em pleno Bairro (degradado) das Estacas ficam as ruinas da Vila Afifense, onde continuam a morar pessoas. O ambiente é indescritível de tanto lixo que existe no local. Um dos factos mais chocantes é todavia a presença no local de um posto de limpeza da CML/Junta de Freguesia de Alvalade.

 

Arranjos

Em 2016 a foram feitas algumas melhorias à volta da Vila Afifense de modo a delimitar a lixeira, as casas em ruinas e a zona de estacionamento. O aspecto geral melhorou, mas no essencial tudo continuou na mesma.

Arranjo em volta da Vila Afifense. Foto: Junho de 2016

Ao fundo pode ver-se o barracão da CML que durante anos esteve rodeado de uma enorme lixeira. Foto: Junho de 2016

 

De Novo ao Abandono ?

Como aconteceu com outros espaços requalificados pela Junta de Freguesia de Alvalade, pouco depois de serem arranjado o local foi votado ao abandono. Este era o estado da zona ajardinada junto à Vila Afifense em Janeiro de 2017.

 

Lixeiras & Lixeiras

Apesar das melhorias sentidas na limpeza de muitas ruas com a passagem da sua competência para as juntas de freguesia, a verdade é que nas zonas de menor visibilidade o que abunda é lixo, escombros de obras e barracas. Os exemplos são muitos.

 

Traseiras da Escola Básica de Santo António (antiga Escola Primária 33).Setembro de 2015

Parece um cenário parece de guerra, mas não é. Aqui habitam pessoas  e até existem pequenas oficinas. Lixo, escombros, construções abarracadas, pombais, etc.

 

"Jardim" junto à Escola Básica Almirante Gago Coutinho (Setembro de 2015)

A escola está literalmente rodeada de lixo e ruinas. As esculturas de Stela Albuquerque estão igualmente mutiladas. O ambiente é o convidativo para a frequência de marginais.

 

"Bairro S. João de Brito" (Setembro de 2015)

Entre a Segunda Circular e a Avenida do Brasil situa-se a maior lixeira da Freguesia de Alvalade. A CML e a Junta de Freguesia desistiram da sua limpeza. Algumas ruas, como a Rua das Mimosas os moradores reclamam por limpeza, mas estás-lhes vedado semelhante "privilégio".

Continuação

 

Contentores

Um perigo para a saúde pública?

Apesar da alteração do sistema de recolha de lixo em alguns bairros de Lisboa (2011), a acumulação de lixeiras junto aos contentores prossegue.

O lisboeta está longe de primar pelo asseio na via pública, mas os serviços encarregues da recolha do lixo não ajudam nada a melhorar estes hábitos ancestrais. Mais  

 

 

Recolha Selectiva de Lixo

O novo sistema, iniciado em Abril de 2011 na actual Freguesia de Alvalade, mostrou que é mais adequado que o anterior para efectuar uma recolha selectiva do lixo.

Apesar disso muito são os que continuam a colocar sacos do lixo nas ruas em vez de nos contentores. Muitos dos que o fazem todavia também não respeitam as horas, nem os dias indicados para o fazer. O lixo orgânico, por exemplo, é frequentemente deitado nos contentores destinados à recolha de papel...

Recolha a Pedido

Para a recolha de objectos volumosos, tais como móveis, máquinas de lavar, frigoríficos, aparelhos eléctricos, resíduos de jardins e de construções, vidros, vidraças, etc. , pode solicitar a sua remoção gratuita pela CML:

O pedido pode ser feito:

  • No portal: Na Minha Rua"
  • Por telefone, através do 808 203 232 (das 08h00 às 20h00, de 2ª feira a sábado)
  • Presencialmente, nos Balcões de Atendimento.

Após formalização do pedido, deverá aguardar posterior contacto dos serviços para agendamento da recolha.

 

Continuação

 

 
Editorial

Entrada

História local
Guia do Lazer
Quiosque
 
 
   
 

Tenha Vergonha. Não Suje as Ruas*

 

 

 

 

 

Com um aumento substancial da população canina nestes últimos anos na cidade, crescem também os dejectos espalhados pelas ruas fora.

São raros os donos que recolhem os dejectos dos seus animais e observamos diversos
comportamentos absolutamente
fantásticos:

1. Existe o dono que leva o seu cão a defecar longe da porta da sua habitação para fazê-lo na porta
dos outros.

2. Temos o dono que não se incomoda e que por ele o defecar na sua porta ou na dos outros é indiferente.

3.Temos o dono que deixa o cão ir passear sozinho, assim não assume qualquer responsabilidade.

4.Utilizar a relva onde as crianças costumam brincar também faz parte.

Estes comportamentos são os mais caricatos e demonstram que não há
respeito, não há o mínimo de civismo já para não falar em higiene.


Existem ruas em Lisboa que são autenticas casas de banho caninas,
o cheiro é imundo e temos que nos desviar constantemente do que está no chão.

Como os cães não têm culpa, porque de facto não passam de cães é caso
para dizer aos donos:
Não defeque na rua se faz favor

Rui Azenha

 

 

 

Pombos

O aumento da população de pombos, devido ao excesso de alimentos, tornou-se num grave problema na cidade de Lisboa.

Abundam fezes nos passeios

Restos de ninhos, excrementos e animais mortos entopem as sarjetas e algerozes, destroem monumentos.

O contacto com as suas fezes, parasitas e penas pode provocar problemas alérgicos e  respiratórios, para além de transmitirem doenças como a Salmonelose, a Criptococose, a Ornitose, especialmente aos grupos mais vulneráveis da população (crianças, idosos e imunodeprimidos).

O que fazer?

Não alimente os pombos !

Limpe e desinfecte com regularidade as caleiras e locais onde se abrigam e defecam.

 

Grandes Lixeiras e Pequenas Lixeiras 

Uma reportagem fotográfica que envergonha qualquer munícipe, menos os dirigentes da CML e Juntas de Freguesia.