Jornal da Praceta


Informação sobre a freguesia de Alvalade

(Alvalade, Campo Grande e São João de Brito














 


     Educação e Ciência em Alvalade



 

 

Universidades em Alvalades e Investigação Cientifica em Alvalade

Queima das Fitas em 2017

Entre as múltiplas atividades académicas que ocorrem ao longo de todo o ano na Cidade Universitária, uma tem vindo a ganhar terreno e a consolidar-se como uma tradição: a chamada Missa das Fitas, das Pastas ou dos Finalistas.  Trata-se de uma cerimónia religiosa, no âmbito da Queima das Fitas, organizada pela Igreja Católica. A última, ocorreu no dia 20/05/2017, contando com mais de 4 mil finalistas, à qual assistiram mais de 40 mil pessoas. 

Universidade de Lisboa - UL

UL: Edifícios da  UL ao Abandono

Prédio da Universidade de Lisboa-Rua Ocidental do Campo Grande (nº167,169 e 171)

A "Universidade" !

A Universidade de Lisboa é pela dimensão do seu "Campus", número de alunos e produção científica, aquela a que todos se referem como a "Universidade". É voz corrente que metade da área da freguesia de Alvalade pertence à UL (Possui cerca de 4% de toda a área do Concelho de Lisboa). Exagero ou não, a verdade é que a UL possui na freguesia um vasto património pouco conhecido, mas que está longe de ser cuidado. Mais

Dois dos edifícios que a UL possui no Campo Grande (nº185-189), estão ao abandono. O local está transformado numa lixeira e albergue para sem-abrigo. Os edifícios foram arrendados  pela Faculdade de Letras nos anos 60, tendo sido adquiridos anos 90. Funcionaram como um anexo da Faculdade. Um mau exemplo da UL !

 UL: Caleidoscópio. A 11/10/2010 foi assinado um protocolo entre a CML e a universidade de Lisboa, no qual a primeira entidade cedia  à segunda o antigo "centro comercial" Caleidoscópio para a sua posterior transformação num "centro académico" que funcionaria durante 24 horas. O reitor da UL prometeu que a transformação seria rápida, mas nada disso aconteceu.  As obras de recuperação do edifício só se iniciaram em Julho de 2015, financiadas pela McDonald’s que aqui abriu, em princípios de 2016, um restaurante com "McDrive"!

Faculdade de Letras da UL. Fundada em 1911

UL: Faculdade de Medicina Dentária. Conheça um pouco da sua brilhante história. Mais

UL: IMM -Instituto de Medicina Molecular, da Faculdade de Medicina, da UL. Fundado em 2001 é um caso de sucesso a nível mundial. Mais

Um Pouco de História

A Universidade de Lisboa foi fundada, em 1288, andou depois entre Lisboa e Coimbra, até ficar por lá em 1537.

A partir do final do século XVIII, os estudos superiores foram restabelecidos na capital, através de Cursos, Escolas e Institutos. A Universidade de Lisboa, denominada de Clássica, foi refundada em 1911, mas ocupava na maior parte precárias instalações.

Nos anos 30 do século XX, começou a ser projectada uma cidade universitária para a zona do Campo Grande. Os primeiros edifícios a serem inaugurados foram o Hospital de Santa Maria/Faculdade de Medicina (1953), seguindo-se a Faculdade de Direito (1955), Estádio Universitário (1956), Faculdade de Letras (1957), Cantina Universitária (1958-62), Reitoria (1961), muitos outros surgiram depois, como a Biblioteca Nacional de Portugal (1965), e mais tarde a Faculdade de Ciências (1985), a Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação (1990), os Arquivos Nacionais/Torre do Tombo (1991), e outros importantes equipamentos de ensino e investigação.

A Universidade de Lisboa que resultou da fusão com a Universidade Técnica (2013), tem uma património imobiliário que ocupa cerca de 4% da área de Lisboa. É a maior universidade do país, frequentada por cerca de 50 mil alunos. Conta com 18 faculdades e institutos e um património que se estende desde a Cidade Universitária, ao pólo do Alto da Ajuda, tem instalações nos concelhos de Oeiras, Cascais e Loures. Entre os espaços sob a sua alçada conta-se o Pavilhão de Portugal (Parque das Nações, Tapada da Ajuda, Estádio Universitário de Lisboa, Hipódromo do Campo Grande, Jardim Botânico da Ajuda, Centro Académico (Campo Grande) . A Universidade de Lisboa conta actualmente (2017) com cerca de 2 dezenas de residências universitárias.

UL -Faculdades e Institutos

UL - Faculdade de Ciências

Mapa do Campus da faculdade de Ciências

Universidade de Lisboa em Imagens

 
 

 

2016: A Alameda da Universidade, de novo ao abandono?

Dia 15 de Janeiro de 2016. O SCP jogava em Alvalade com o Tondela. A PSP, em colaboração com a EMEL montou com um apenas guarda uma ação de vigilância ao estacionamento selvagem no jardim do Campo Grande, mesmo em frente do Museu da Cidade (Palácio Pimenta). No jogo anterior, o parque da EMEL tinha ficado praticamente vazio, mas o relvado que o envolve e a ciclovia que o atravessa fora completamente danificado pelo estacionamento selvagem. Mais

Residência "Colégio Universitário dos Alamos"

A Opus Dei reforça a sua presença no Campo Grande, com abertura em breve de uma residência universitária na Alameda da Universidade, maior do que aquela que a organização fundada pelo espanhol José Escrivá já possui no Lumiar (Colégio Montes Claros). O poder da Opus Dei cresceu em Portugal de forma desmesurada depois de ter recebido uma enorme fortuna doada por Maria Antónia Barreiro.

Montra de uma das várias lojas de trajes existentes no Campo Grande. A estudante loira é associada a uma burra, o jovem a um alcoólico e o que têm na cabeça a merda. O resto é festa e a sabedoria dispensável. Rua Afonso Lopes Vieira.

Pelas Universidades

Trajes, Tunas e Festas Académicas

Praxes

O jardim do Campo Grande é um dos locais de eleição para as praxes dos alunos de várias universidades  (Universidade de Lisboa, Universidade Católica, ISCTE e a Lusófona). 

Até ao dia 15 de Dezembro de 2013, em que num ritual de praxe perderam a vida 6 estudantes na praia do Meco, a população assistia com alguma indiferença a estes rituais de iniciação (humilhação) dos "caloiros".

A verdade é que depois desta data fatídica, tudo mudou. Muitos são agora os que publicamente manifestam a sua indignação dos rituais que presenciam no Campo Grande, e que consideram indignas de um ser humano. "Estão a incutir nestes jovens atitudes de obediência próprios de bandos nazis. Os participantes nestes atos não deviam ter lugar nas universidades.", comentava em voz alta um morador revoltado.

 
 

ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa

Iscte - Instituto Universitário de Lisboa

O ISCTE ((Instituto Superior de Ciências do Trabalho e de Empresas) foi fundado em 1972. Em 1990 adquiriu o estatuto de escola universitária não integrada. A partir de 2009 passou a denominar-se ISCTE- Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL). A longo deste processo não tem parado de aumentar as suas instalações na freguesia de Alvalade: Edificio I (1978), Cave Ala Sul (1994), Pavilhão Esplanada (1994), Ala Autónoma (1995) , Indeg (1995), etc.

Com um vasto leque de cursos superiores (licenciaturas, mestrados e doutoramentos é frequentado por cerca de 9 mil alunos (2017).

ISCTE- IUL: Espaços Envolventes. A Universidade de Lisboa e o ISCTE tem feito importantes obras de melhoria do espaço envolvente.

 
 

Lusófona

Entrada de Universidade Lusófona

ULHT- Lusófona: Expansão

A actual Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias surgiu sob a forma de uma cooperativa em 1986 (Cofac- Coop. de Formação e Animação Cultural, crl), da qual surgiu em 1989 o Ismag. Por sua vez, em 1998 deu lugar à actual universidade, e no ano seguinte já contava com mil alunos.

No Campo Grande veio ocupar o espaço de um antigo Quartel Militar. No seu interior e à sua volta assistiu-se à sua expansão quase sempre de forma desordenada. Os novos edificios deixam muito a desejar em termos estéticos. O certo é que em 2014 a Lusófona só no Campo Grande contava com 10 mil alunos que frequentavam 4 licenciaturas, 3 mestrados integrados, 49 mestrados, 9 doutoramentos e 22 CET`s.

A Lusófona tem hoje ramificações em Angola, Brasil, Moçambique, Cabo Verde e Guiné abrangendo um total de 25 mil alunos (2015). Mais

Universidade Católica Portuguesa

Embora não esteja na área da Freguesia de Alvalade está nos seus limites, junto á Cidade Universitária. O campus Palma de Cima, onde está instalada a UCP, ocupa uma área de 37 mil m2. O primeiro edificio surgiu em 1969, sendo-lhe acrescentado uma nova ala em 1974 (?). A Biblioteca foi inaugurada em 1987. O último edificio data de 1993. Mais

 
 

 

Bibliotecas, Arquivos Nacionais, Centros de Investigação Científica e Tecnológica

Na Freguesia de Alvalade estão instalados um vasto conjunto de equipamentos culturais e científicos próprios de uma cidade universitária.

Biblioteca Nacional de Portugal

Arquivos Nacionais / Torre do Tombo

Laboratório Nacional de Engenharia Civil

 

 
 


 







 

Entrada


História local

Guia do Lazer

Quiosque