Jornal da Praceta

Informação sobre a freguesia de Alvalade

 

Bairro das Estacas

Em Novembro de 2019 a Junta de Freguesia de Alvalade iniciou finalmente a requalificação dos logradouros do Bairro das Estacas.

Aspecto da obra em curso. Foto:4/02/2020

Uma das arcadas transformada em parque de estacionamento sob o pretexto que o espaço é "Propriedade Privada", isto é, cada um pode ali fazer o que bem entender... Foto: 4/02/2020

Ínicio

Bairro das Estacas. Princípio anos 70

O Bairro de Alvalade projectado por Faria da Costa, entre 1940 e 1945, começou a ser construído logo a seguir à 2ª. Guerra Mundial. As primeiras construções -o conhecido "bairro das caixas" na Freguesia do campo Grande- seguiam o modelo da arquitectura tradicional ao gosto do Estado Novo.

Em 1949 Ruy Authouguia rompe com este modelo. Projecta aquilo que será conhecido por Bairro das Estacas, nome derivado dos pilares que sustentam os edifícios. Era o inicio da uma verdadeira revolução na arquitectura em Portugal, onde se seguia de forma consequente e inovadora os princípios da Carta de Atenas (1933), que preconiza uma arquitectura nova par um mundo novo. 

 

As habitações situavam-se ao nível do primeiro andar, sendo a parte inferior ocupada por um longo espaço ajardinado. O efeito era surpreendentemente belo e agradável. 

 

O Bairro das Estacas começou a ser erguido em 1952 e rapidamente se tornou uma referência no movimento da arquitectura moderna. Foi premiado na Bienal de S.Paulo e prémio municipal em 1952. 

 

 

 
.

Degradação

O bairro das estacas, à semelhança de todo o bairro de Alvalade, a partir dos anos 80 começou a ser completamente desfigurado. As suas amplas varandas foram fechadas e transformadas em marquises.

Por todo o lado foram derrubadas paredes e realizadas construções ilegais. A própria CML abandonou a limpeza do bairro deixando de cuidar dos seus equipamentos, passeios, etc. 

Quem visita atualmente o Bairro da Estacas face às mutilações que sofreu tem dificuldade em imaginar a razão porque foi considerado um dos melhores projectos urbanísticos internacionais da segunda metade do século XX.   

 

 
 

Degradação

Aspecto deprimente dos logradouros de um bairro modelo

Os passeios e arruamentos entre os edificios estão destruídos ou mutilados por construções avulso.

 
 

 

 
 

 
 

As varandas foram quase todas fechadas. Foto: 2003

.

A esmagadora maioria dos edifícios carece obras de manutenção, mas muitas que foram feitas alteraram completamente a traça dos próprios edificios. O aspecto geral é deprimente. Foto: 2003

 

 
 

Os logradouros foram destruídos. Foto: 2003

 

 

A zona entre as "estacas" (pilotes) foram transformadas em parques de estacionamento e lixeiras.

 

 

Recomendamos:

Ruy Jervis Athouguia

Soares Branco

 

/

 
 

Entrada

História local
Cultura
Quiosque