Jornal da Praceta

Fundado em 2001


Informação sobre a freguesia de Alvalade

(Alvalade, Campo Grande e São João de Brito)

 
 

 

 

Anterior

 
 

 

Covid 19: 2020 - 2021

Desde março de 2020 que o nosso quotidiano tem sido marcado por uma ameaçada invisivel que dá pelo nome de "Covid". No inicio de 2020 era algo longínquo que se passa algures na China. Rapidamente afectou-nos a todos e se propagou pelo mundo. O rasto da pandemia continua bem presente e foi desde a primeira hora registado pelo Jornal da Praceta. Também nós fomos seriamente afectados pela grave situação social, económica e cultural que se instalou no país.

Acordar do Estado de Suspensão

A pandemia Covid-19 provocou um forçado período de suspensão de tudo o que tinhamos como normal: relações sociais, atividades quotidianas e um sem número de problemas por resolver. Nos meses março e abril de 2020 com a finalidade de evitar o colapso do sistema de saúde provocada pela propagação dos contágios, suspendemos por "tempo indeterminado" o nosso quotidiano e entramos num inusitado estado de hibernação. No mês de maio começamos a acordar e damo-nos conta que aquilo que estava por resolver permane ce por resolver. Em Dezembro iniciou-se uma lenta vacinação contra o virus e tudo continua na mesma. Em Janeiro de 2021 foi um mês horrível em mortes e enternamentos, foi preciso esperar po março para a situação melhorar e começar a pensar para além da pandemia. Os velhos problemas um a um estão de volta. O mundo mudou ? Não tanto como gostariamos de imaginar. O que se alterou foi a consciência de muitos dos seus problemas que estavam secundarizados. Este é o mundo "novo" que descobrimos.

Recomendações

Ao longo do primeiro ano poucas ou nenhumas alterações foram feitas nas recomendações iniciais para o combate à propagação do virús. Ao longo tem sido quase sempre as mesmas. O que se alterou foi a disposição adotar as recomendações dado o cansaço.

Conselho de uma Enfermeira

"Tenho visto muitas recomendações sobre medidas a tomar para a prevenção do vírus. Lavar bem as mãos, práticas de higiene pessoal e distância social. Mas não tenho visto recomendações sobre o que fazer se por acaso for infectado pelo vírus.

Como enfermeira, deixo algumas sugestões:

1 - Coisas que realmente precisa de comprar:

- Kleenex

- paracetamol

- qualquer xarope de tosse disponível nas farmácias (prestar atenção no rótulo para não duplicar no paracetamol)

- limão e mel funciona da mesma maneira;

-vicks vaporub para o peito também é uma boa opção

- se tiver um humidificador, use no seu quarto quando for dormir, se não tiver pode ligar o chuveiro na água quente e ficar na casa de banho fechado inalando o vapor da água.

2 - Se tem um historial do asma, assegure-se que a sua bomba de asma não está fora do prazo, ou compre uma nova;

3 - Tenha muita sopa congelada no frigorífico.

4 - Faça um stock dos seus líquidos favoritos para poder variar, mas água e chá são preferíveis.

O QUE FAZER QUANDO COMEÇAR A TER OS SINTOMAS

1- Se tiver febre acima dos 38°C, é melhor tomar paracetamol em relação ao ibuprofeno; paracetamol 1000 - 1 comprimido de 8/8 h.

2- HIDRATE, porque o vírus acomoda-se mais rápido em garganta seca;

3- Descanse muito! Nao deve sair de casa mesmo se começar a se sentir melhor, porque estará infectado durante 14 dias. Não contacte com pessoas idosas ou com problemas de saúde. 

4- Peça a amigos e familiares que deixem o necessário do lado de fora da sua porta para evitar contacto. 

Se a febre aumentar acima dos 39°C e não a conseguir controlar ou tiver dificuldade respiratória, contactar a Saúde 24 ou o 112.Fiquem calmos, e preparem-se de maneira racional que tudo ficará bem.

Dúvidas

É recomendado a desinfeção dos espaços públicos com produtos biocidas? A Direcção-Geral de Saúde esclarece em comunicado que não. Esta posição que não pode ser confundida com a necessidade de higiene e limpeza destes espaços que se mantém e manterá sempre imprescindível.

 

Protocolos de Entrada, Saída e Convivência

Impacto do Coronavírus (Covid-19) na Freguesia de Alvalade

Dia 16 de Março de 2020, 10h45. Uma imagem que se repete por toda a Freguesia de Alvalade. Filas pequenas ou grandes onde todos guardam as distâncias recomendadas contribuindo civicamente para evitar a propagação do virus (Foto: Campo Grande, 16/03/20209). Em Dezembro de 2020 imagens repetiam-se sem que nada aparentemente tivesse mudado, o mês de Janeiro de 2021 foi terrivel. Acompanhe o impacto da pandemia na freguesia de Alvalade Aqui .

Retratos de Alvalade durante a Pandemia

.Apontamentos e imagens do quotidiano dominado pela pandemia. Mais.

Movimentos na Internet

Por todo o país impressiona a quantidade de iniciativas que surgiram para animarem quem está confinado em casa mas também quem está na linha da frente a combater pandemia. Era um mundo a descobrir aqui. O que se tornou evidente foi a importância que este meio assumiu nas nossas sociedades.

As primeiras iniciativas de Combate à Pandemia

 

Governo

Face á rápida propagação da gripe Covid -19, o Governo no dia 12/03/2020 tomou um vasto conjunto de medidas com forte impacto em todoo país. Consultar

Junta de Freguesia de Alvalade

Em conformidade com as diretrizes da Direção-Geral da Saúde e com as indicações gerais da Câmara Municipal de Lisboa, a Junta de Freguesia de Alvalade determina as seguintes medidas para a contenção do atual surto do vírus COVID-19:

- O acionamento do Plano de Contingência da Junta de Freguesia de Alvalade;
- A suspensão das atividades do Espaço Briosos Alvalade;
- A suspensão das atividades do Centro Cívico Edmundo Pedro;
- A suspensão das atividades de índole cultural organizadas pela Junta de Freguesia de Alvalade;
- O encerramento da Biblioteca Manoel Chaves Caminha;
- A suspensão do serviço Porta-a-Porta;
- A suspensão das oficinas para crianças organizadas pela Junta de Freguesia de Alvalade;
- Que se mantenham abertos os Polos de Atendimento da Junta de Freguesia de Alvalade;
- Que se mantenha aberto o Cento Cívico Edmundo Pedro para atos da vida administrativa das associações que nele têm sede;

- Que se mantenha aberto o Pavilhão Municipal de Alvalade para jogos oficiais, ficando as demais atividades suspensas;
- Que se mantenham a decorrer as atividades da Junta de Freguesia nas escolas.

Estas medidas estão sujeitas a avaliação permanente, definindo-se para já a sua vigência a partir de amanhã, dia 11 de março e até ao próximo dia 3 de abril.

A Junta de Freguesia de Alvalade, face às medidas de contenção relativas ao vírus Covid-19, criou o serviço de entregas de compras ao domicílio em parceria com o comércio local.
Esta iniciativa tem como objetivo garantir os bens essenciais e de farmácia aos grupos mais vulneráveis residentes em Alvalade, nomeadamente:
- Idosos referenciados pelo Projeto Radar;
- Idosos com +65 anos;
- Pessoas sob quarentena obrigatória ou profilática, com sinalização Covid-19 (sem limite de idade);
- Doentes crónicos (sem limite de idade).

Aos interessados ou aos familiares e vizinhos que tenham conhecimento de uma situação que preencha um dos critérios acima referidos, apelamos para que partilhem o seguinte contacto 211 358 611 para a realização de pedidos. 
O serviço entrará em vigor no dia 17 de março e funcionará de segunda a sexta, das 9H30 às 16H.

Todos juntos conseguiremos ultrapassar esta situação!

Para realização de pedidos contacte: 211 358 611

Câmara Municipal de Lisboa

Câmara Municipal de Lisboa apresenta medidas temporárias para reduzir riscos de exposição e contágio Covid-19

Na sequência do Plano Nacional de Preparação e Resposta à Doença por novo Coronavírus (Covid-19) e das orientações da Direção-Geral da Saúde para diminuir a evolução epidemiológica, a CML tomou as seguintes medidas temporárias:
- Encerramento das piscinas geridas pelo Município e Juntas de Freguesia;
- Encerramento dos Museus, Galerias e Bibliotecas Municipais;
- Encerramento dos Teatros Municipais (São Luiz, LuCa e Teatro do Bairro Alto), do Padrão dos Descobrimentos e Cinema São Jorge;
- Suspensão de todas as atividades desportivas promovidas pelo Município em recinto fechado (nomeadamente, as Olisipíadas); 
- Suspensão de todas as visitas de lazer, turismo ou de âmbito cultural promovidas pelo Município; 
- Suspensão das atividades complementares à ação educativa do tipo visitas de estudo e passeios promovidas pelo Município ou com recurso ao serviço de transportes da CML;
- Manter, por enquanto, em funcionamento feiras e mercados, reforçando as ações de formação e prevenção já em curso;
- Promover com cada Junta de Freguesia a avaliação de cada iniciativa concreta que se encontre programada;
- Mantêm-se em funcionamento regular todos os serviços de atendimento ao munícipe, assim como os parques e jardins de gestão municipal. O Castelo de São Jorge mantém-se aberto ao público.

Estas medidas estão sujeitas a avaliação permanente, definindo-se para já a sua vigência a partir de amanhã, dia 11 de março, e até ao próximo dia 3 de abril.

 
 

Universidade de Lisboa

NOTA DE IMPRENSA

QueConsiderando a evolução da situação relativa ao COVID-19, a Universidade de Lisboa entendeu tomar um conjunto de medidas de contenção da propagação do vírus.

Neste sentido, as Escolas suspendem as atividades letivas presenciais, procedendo à sua substituição, sempre que possível, por outros meios de ensino, permitindo o acompanhamento das atividades escolares agora suspensas, através de instrumentos de ensino à distância.

É ainda suspenso o funcionamento de bibliotecas, salas de estudo e dos refeitórios de alunos dos Serviços de Ação Social.

As atividades físicas e desportivas, realizadas nas instalações do Estádio Universitário e das Escolas, são suspensas, nomeadamente as que decorram em recintos fechados, ou mantidas com restrições.

Os estudantes alojados nas Residências da ULisboa, que não necessitem de frequentar atividades presenciais nas respetivas Escolas, serão aconselhados a regressar às suas residências habituais, mantendo-se apenas o funcionamento indispensável para assegurar o apoio a casos excecionais.

As atividades de grupo desenvolvidas nos museus da Universidade de Lisboa, e nos seus jardins botânicos são suspensas, mantendo-se a abertura ao público no caso de visitantes individuais.

Serão incentivadas as atividades por teletrabalho, sempre que possível, de modo a assegurar o funcionamento da Universidade.

Tendo em vista a proteção da comunidade da Universidade são canceladas as deslocações em serviço ou para estudos.

O auto-isolamento deve ser observado por todos aqueles que constituam casos suspeitos, neles se incluindo os que regressem de zonas de risco.

Estas medidas, que se aplicam nas próximas duas semanas, serão ajustadas conforme a necessidade e a evolução da situação

Universidade de Lisboa, 9 de março de 2020

Universidade Lusofona